//
você está lendo...
Impressões, Viagens

La Fabulosa Buenos Aires!

 

Clap, Clap, Clap!!

Estonteante, Incrível, Magnífica, Bela, Maravilhosa, Impressionante!!

São poucos os adjetivos para tanta beleza. Estou falando de uma cidade que provoca em você um turbilhão de sensações, uma verdadeira viagem no tempo, um mergulho em diversas culturas presentes ali.

Essa é Buenos Aires. Vou contar aqui um pouco de tudo o que vi quando visitei essa cidade, no começo do mês de Outubro de 2010.

Falando um pouco de números, Buenos Aires foi fundada duas vezes, a primeira em 1536, por Dom Pedro de Mendoza e, a segunda, em 1580 por Juan de Garay. No século XIX o porto foi o ponto de chegada da grande migratória promovida pelo estado argentino para povoar o país. Imigrantes espanhóis, italianos, sírio-libaneses, poloneses e russos deram a Buenos Aires o ecletismo cultural que a distingue nos dias atuais. [fonte: http://www.bue.gob.ar]

Quando disse que a cidade oferece um mergulho em diversas culturas não exagerei nem um pouquinho – e olha que eu costumo fazer isso com freqüência [risos] – mas em Buenos Aires é muito fácil notar a presença de pessoas de diferentes partes do mundo que moram na cidade há anos.

Posso até citar um exemplo real: Fui atendido por um garçom Russo no Café Tortoni!! Isso não é o máximo?

E por falar em Café Tortoni, este é um lugar que jamais deve ser esquecido no seu roteiro de viagem.

Fundado em 1858 – incrível não é? – é um lugar muito elegante e requintado, mantem a sua alma francesa e todo o charme do século XIX. Lugar visitado por celebridades e pessoas importantes na história mundial, como Albert Einstein, Carlos Gardel, Frederico García Lorca e outros. O que você deve fazer lá? Bem, vale a pena mesmo assistir ao show de Tango do Tortoni, entretanto, não deixe de provar os vinhos oferecidos pela casa e também de pedir um tradicional café e sentar-se em uma mesa para admirar cada detalhe do lugar.

A cidade tem outros trunfos na manga para impressionar seus visitantes. Um deles é o Senõr Tango ou Sr. Tango para os brasileiros. Diferentemente do show de tango do Tortoni – onde tudo é conduzido pelo lado cômico, engraçado e pela bela atuação de seus artistas – o show oferecido pela casa (Senõr Tango) é de deixar qualquer um de boca aberta!

Um espetáculo que conta com artistas renomados, com uma banda fantástica, efeitos de iluminação e muita, mas muita dança! Cenário impecável, onde até mesmo quem está do lado de fora do palco participa. Ao final do show, a música “Don´t cry for me Argentina” é executada com todo o fervor argentino e o amor à pátria, e até mesmo os garçons colocam a mão no peito neste momento. É uma cena de arrepiar mesmo, muito bonita!

Alguns costumes argentinos viraram motivos de piada! [risos]. Um deles é o bendito “Doce de Leite”, que eles dão um jeitinho de colocar em tudo! [risos] Até mesmo a casquinha do McDonald’s mais escura, não é de chocolate, é doce de leite!!! [risos]

Não experimentei as comidas típicas de lá, mas muita gente que conheço e que já visitou a cidade comenta das carnes e do corte diferenciado. Enfim, eu preferi não arriscar/gastar com isso e acabei fazendo uso – e abuso – das franquias do McDonalds, Bob´s, Burguer King e SubWay!

Visitar lugares famosos como a Casa Rosada, tirar aquela foto “clichê” na praça em frente (Plaza de Mayo), observar os inúmeros prédios ao redor que são usados por bancos, pelo governos e outras instituições é uma opção fácil e barata de se fazer quando está em Buenos Aires.

Uma dica é fazer um passeio turístico num ônibus que sai da Rua Florida (conhecida também como Calle Florida). Você compra o bilhete e tem direito de usufruir do serviço por 24 horas, contadas a partir do momento da compra. É possível descer/subir em qualquer uma das 12 paradas do ônibus, dessa forma, pode-se conhecer melhor cada ponto da cidade, tirar fotos – haja cartão de memória! [risos] – e muito mais.

Outro ponto de importante peso na história da cidade é o bairro La Boca, onde fica o Caminito, uma espécie de museu à céu aberto. É possível também comprar vários artigos de artesanato argentino, lembranças, roupas e por aí vai. Também é possível arrumar um lugar para comer por lá e provar da tão falada “parrilla argentina”. Não faltará ofertas!!! [risos]

É claro, não tem como ir ao La Boca e não visitar o estádio La Bombonera, do time Boca Juniors. O estádio não é tão grande assim como se pode imaginar, mas é diversão garantida para amantes e não amantes de futebol. Experimente entrar lá com a camisa do Brasil ou de um time brasileiro qualquer, a provocação será quase que automática! [risos]

Pontos turísticos é o que não falta na cidade, mas é muito bom caminhar, sem um “destino fixo”, por Buenos Aires. E se o que procuras é tranqüilidade e paz de espírito, passe uma tarde em Puerto Madero, é muito legal mesmo.

Bom, por enquanto é só.

Mas antes de encerrar esse texto gostaria de fazer algumas considerações:

Primeiro, usando as sábias palavras de Fernando Soler – o cantor de tango que comanda o espetáculo no Senor Tango –, que disse o seguinte:

Enquanto a discórdia entre vários países do mundo está relacionada à dinheiro, petróleo e bens materiais, a grande rivalidade entre Brasil e Argentina está apenas numa bola de futebol (una pelota)!

Achei mais brasileiro por lá do que legítimos cidadãos portenhos! [tsc tsc]

Segundo, gostaria de agradecer a um velho amigo, da época do colégio, que tornou possível essa viagem e que colocou a minha disposição todo o seu conhecimento e bagagem adquiridos nas suas viagens pelo mundo! Obrigado mesmo!

E por último, mas não obstante, quero dizer que viajar renova a sua alma, lhe traz mais conhecimento, mais sabedoria da vida, lhe faz pensar melhor em certas coisas e te mostra detalhes que você jamais conseguiria enxergar sozinho.

Um abraço à todos!

Até o próximo texto.

Sobre drlobato

Um profissional da área da informática, entusiasta da música sob qualquer forma, amante da vida e das coisas simples.

Discussão

Um comentário sobre “La Fabulosa Buenos Aires!

  1. Bah, Fabito, não vejo a hora de você voltar ao trabalho para contar essas descobertas ao vivo!
    =D

    Realmente, viajar é muito bom. Mas a melhor parte de viajar é voltar pra casa. Como você mesmo disse, conhecer lugares novos nos permite “pensar melhor em certas coisas e te mostra detalhes que você jamais conseguiria enxergar sozinho”. Mas a gente só põe tudo isso em prática, quando está de volta.
    E que bom que está de volta!

    …Até mais, querido!

    Publicado por Helô | outubro 27, 2010, 19:58

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: